Esta é a Cor dos meus Sonhos

Joan Miró: Harlequin karneválja (1924-25)

Com a revolta a tornar-se cada vez mais forte, tenho necessidade de manipular. Quando faço litografias, deito-me no chão e mergulho as minhas mãos na tinta litográfica. Fico todo pintalgado. Adoro ficar pintalgado. Não posso trabalhar vestido como estou agora. Desço ao ateliê com sapatos velhos já sujos de tinta, são como um quadro, os meus sapatos velhos, e o fato de trabalho está todo constelado de manchas de cor. Preciso de meter as patas na tinta, nas cores, ou no que for.


Miró, Esta é a cor dos meus Sonhos
Conversas com Georges Raillard

tradução de José Mário Silva
90 Graus Editora

Anúncios

~ por salamandrine em Abril 8, 2009.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: