por nossa conta

Saudades de Melquisedeque

Esta manhã gostaria de ter dado ontem
um grande passeio àquela praia
onde ontem por sinal passei o dia
É difícil a vida dos homens senhor
Os anjos tinham outras possibilidades
e alguns deles foi o que tudo sabes
Esta terra não está feita para nós
Mesmos que ela fosse diferente
nós quereríamos talvez outra terra
talvez esta de que agora dispomos
Não achas meu senhor que temos braços a mais
dias mais complicações a mais?
Pra nascer e morrer seria necessário tanto?
Falhamos tantas vezes (Como os judeus juraram
não comer nem beber até matar paulo
e apesar disso não o mataram)
é difícil a vida difícil a morte
Por vezes os homens juntam-se todos
ou quase todos e organizam
grandes manifestações. Mas nada disso os dispensa
da grande solidão da morte
de termos de morrer cada um por nossa conta
Todos tivemos pai e mãe
nenhum de nós que eu saiba veio de salém


Ruy Belo

 

Todos os Poemas
Aquele Grande Rio Eufrates – Tempo

Anúncios

~ por salamandrine em Abril 12, 2009.

2 Respostas to “por nossa conta”

  1. Eu amo amo amo Ruy Belo e ainda nao consegui sair daqui do site, tenho mesmo de te voltar a dar os parabéns. Tanta informação, tantos poemas, tantos escritores… Se me permites dizer: és uma erudita.

  2. lol. não. sou um bocadinho obsessiva e com muitos livros nas estantes ;)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: