A Vitória dos Desobedientes

Na multidão
um homem pontapeou disfarçadamente uma pomba
muitas vezes antes de recolhê-la
Há uma só vida e envolvê-la-emos com escamas
há uma só vida e cobri-la-emos com as palavras de outros
apalpá-la-emos dissimuladamente várias vezes
antes de decidir que a queremos


Omar Pérez

traduzido por Jorge Melícias
Poesia Cubana Contemporânea, Antígona


Anúncios

~ por salamandrine em Maio 1, 2009.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: