contra a melancolia

Tenho-me feito chegar até vós sob uma tal aparência de brincadeira descuidada, que me sinto tremendamente envergonhado rogando agora a vossa indulgência com seriedade &mdash e, suplicando-vos que acrediteis em mim quando digo que, na história do meu pai e dos seus nomes de baptismo, &mdash não tenho qualquer intenção de pisar Francisco I &mdash nem na história do nariz &mdash de pisar Francisco IX &mdash nem no carácter do meu tio Toby &mdash de caracterizar os espíritos militares do meu pais &mdash o seu ferimento na virilha fere todas as comparações daquela espécie &mdash nem através de Trim, &mdash me estou a referir ao Duque de Ormond &mdash ou que o meu livro tenha sido escrito contra a predestinação, ou contra o livre-arbítrio, ou contra os impostos &mdash Se é que foi escrito contra alguma coisa, &mdash foi escrito, com licença de vossas senhorias, contra a melancolia; de forma a que graças a uma mais convulsiva elevação e depressão do diafragma, e às sucussões dos músculos intercostais e abdominais no riso, possa expulsar o fel e outros fluidos amargos da vesícula, do fígado e do pâncreas dos súbditos de sua majestade, juntamente com todas as paixões prejudiciais que eles causam, em direcção ao duodeno.


A Vida e Opiniões de Tristram Shandy
Laurence Sterne

tradução de Manuel Portela
Antígona

Anúncios

~ por salamandrine em Julho 23, 2009.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: