de que é que se esqueceu Jarmusch?

d@s gaj@s que se vão sentar nas cadeiras, durante duas horas.

o Limits of Control é um exercício bonito que se perde na indulgência. Jarmusch diverte-se durante uma hora e meia e envolve-nos no jogo; nós alinhamos e seguimo-lo fielmente, sempre à espera de algo em troca, que nunca chega.

a sensação com que saí do cinema é que Jarmusch não sabia como sair do novelo onde nos embala quase todo o filme e então arremeta o jogo de maneira atabalhoada, pouco inteligente e, diga-se, com pouco respeito pelos fieis. o final é mau, precipitado e muito forçado. ninguém espera dele que nos dê um final feliz; ninguém espera um final, sequer. mas esperamos, sim, algo em troca de ter entrado no jogo.

Anúncios

~ por salamandrine em Agosto 3, 2009.

4 Respostas to “de que é que se esqueceu Jarmusch?”

  1. :( :(

  2. “um bom filme chato” disse o critico no Expresso. E eu que queria ver…

  3. A propósito, e a banda sonora ?

  4. a BSO é muito boa! aí ele nunca falha: Boris e Sunn))O

    e essa é uma boa descrição, sim :)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: