( )

lentamente vou submergindo debaixo de um cansaço que não me deixa respirar, que não me dá espaço para mais nada para além de pensar no cansaço, respirar o cansaço, viver o cansaço. os dias de calor tornam-se tristes e pesados entre quatro paredes de gente.

sonho com o silêncio e a solidão.

fecho-me em casa, tranco as portas, entreabro janelas. espero que me esqueçam. peço que me esqueçam. existir lá fora, não me interessa. até um dia destes.

Anúncios

~ por salamandrine em Agosto 11, 2009.

3 Respostas to “( )”

  1. nadie te va a olvidar

  2. :)

  3. às vezes é mesmo preciso…
    beijo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: