espelho

Este é um dos grande defeitos do meu intelecto: não paro de dar voltas a qualquer coisa que me interesse e de tanto examiná-la de tantos pontos de vista diferentes, acabo por ver algo de novo, e altero completamente o seu aspecto. Aumento o tubo da lente e foco em todas as direcções ou recolho-o. Enfim.


Eduardo Halfon, O Anjo Literário

tradução de Sofia Castro Rodrigues, Virgílio Tenreiro Viseu
Cavalo de Ferro

Anúncios

~ por salamandrine em Janeiro 25, 2010.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: