deve ser

como todas as coisas que nos parecem negadas, a Primavera este ano, sabe a um prato esquecido, daqueles que a mãe fazia.
ter todas as janelas da casa abertas e a cadela que dorme no exacto lugar onde a corrente de ar se encontra, com o vento a bater-lhe no focinho. ler com o chilrear constante dos pássaros – a árvore debaixo da janela do meu quarto, parece um auditório – e a luz o Sol (que veio sabe-se lá de onde, tão de repente) filtrada pelos estores. os miúdos a brincar no jardim, gente que passa a assobiar para o ar. e a luz! esta luz maravilhosa que tanto cinzento apagou da pele.
é uma espécie de felicidade.

Anúncios

~ por salamandrine em Abril 11, 2010.

2 Respostas to “deve ser”

  1. ahh, estos días de otoño aquí y primavera allá son incredibles, habría que hacerlos mas lentos.

  2. e mais compridos, ainda :)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: