Rayuela

devia tê-lo lido todo em férias, em fins-de-semana, em fugas.

dá-se mal com a realidade. obriga-me a renegar a um bocado de mim sempre que o largo e passo para o horário com regras. e nunca sei como lhe pegar quando saio do horário com regras. como se profanasse um lugar sagrado.
só consegue existir para lá do banal. a violência do choque entre os dois mundos é mutuamente destrutiva.

Anúncios

~ por salamandrine em Junho 28, 2010.

2 Respostas to “Rayuela”

  1. A partir de ontem nos favoritos. E a razão é simples

    http://nemsemprealapis.blogspot.com/

  2. da parte de leitora antiga, obrigada ;))

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: