um único móvel

«Tentei sem êxito ser mais móveis, mas nem isso me foi concedido. Por isso fui toda a vida um único móvel, o que, no fim de contas, não é pouco se pensarmos que o resto é silêncio.»

Cadou

Enrique Vila-Matas, Bartleby & Companhia

tradução: José Agostinho Baptista
© Assírio & Alvim

Anúncios

~ por salamandrine em Agosto 5, 2011.

Uma resposta to “um único móvel”

  1. ;)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: