Diz que foi o dia da Perda da Inocência

O Mundo não perdeu a inocência com a 1ª Guerra Mundial.

O Mundo não perdeu a inocência, a 26 de Abril de 1937, com o bombardeamento de Guernica. Mas devia ter começado a sentir que perdia alguma coisa.
Guernica

 

O Mundo também não perdeu a inocência com os bombardeamentos civis a Berlim, durante a 2ª Guerra Mundial, mas com toda a certeza o Mundo não foi inocente.

Berlim

 

Em Hiroshima o Mundo pode ter perdido muita coisa, mas inocente não foi. A Inocência há muito que morreu. Em Hiroshima só se encontram culpados.

Hiroshima

 

A memória da culpa mais recente do Mundo pode comover-me por existir num intervalo temporal que coincide com o meu, mas o que se perdeu com o 11 de Setembro de 2011 foi a sensação de impunidade, quase infantil, tão bem definida por George W. Bush: “Até agora a guerra era uma coisa do outro lado do Oceano, estávamos protegidos pelos Oceanos, o que acontecia do outro lado, era demasiado longe.”

Lembro o 11 de Setembro de 2001 mas também lembro Guernica, Berlim, Hiroshima… Carrascos e alvos sobrepõem-se, perdendo direito à Inocência. As vítimas civis não têm culpa definida por cor ou bandeira. A sua inocência também não é determinada pelo lado da fronteira ou momento da História ou versão de bons/maus, história contado por vencidos ou vencedores. São vítimas. De carrascos. Culpados e Criminosos, seja qual for a sua cor.

Anúncios

~ por salamandrine em Setembro 11, 2011.

Uma resposta to “Diz que foi o dia da Perda da Inocência”

  1. :)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: