subitamente

Erasmo está a passear-se na ruam numa noite de inverno, sob chuva intensa, quando vê um pequeno pergaminho impresso — estávamos no dealbar da imprensa — e grita: «Milagre, milagre, uma palavra, uma palavra!» Descobrir uma palavra no chão, numa esquina; descobrir subitamente, um livro que começa a falar-nos e que pode mudar a nossa vida. São estes os milagres.


George Steiner

Revista LER nº 107

Anúncios

~ por salamandrine em Janeiro 1, 2012.

Uma resposta to “subitamente”

  1. fosga-se!!! tão bom!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: