Auto-retrato

As coisas que, às vezes, se passam nesta casa, não podem nem devem ser imaginadas:

Uma pilha de livros que se suicida.
O rato que voa na tentativa de salvar a pilha.
A tentativa, frustrada e repetida e frustrada e repetida até ao sucesso, de voltar a montar a pilha.
Descobrir que, depois do sucesso e da pilha em equilíbrio, de acordo com todas as leis reais e inventadas da física, o livro que se anda a ler, ficou perdido lá pelo meio.
Rematar tudo com uma tentativa Cirque du Soleil, de levantar o topo da pilha, mantendo os centros de gravidade intactos, e retirar o Puta que os Pariu!
Descobrir o Cave e o Turner no meio do dilúvio.

Anúncios

~ por salamandrine em Fevereiro 28, 2012.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: